Prefeitura de Porto Velho prorroga prazo para inscrição no ProJovem até 28 de junho

Avalie essa página

Até a próxima sexta-feira, 28, a Prefeitura de Porto Velho estará recebendo as inscrições dos interessados em participar do Programa Nacional de Inclusão de Jovens (ProJovem), que estavam previstas para encerrarem nesta quarta-feira, 26. O prazo foi dilatado para que as mil vagas ofertadas possam ser todas preenchidas. Até esta segunda-feira, 24, o número de inscrições chegava a 40%. “Algumas situações que fugiram de nossa alçada, como dois feriados e um ponto facultativo, nesse intervalo de tempo, acabou diminuindo o número de dias que os interessados tinham para fazer. Então ficou decido que o prazo ficará aberto enquanto houver vagas a serem preenchidas. Acreditamos que até sexta-feira será possível atingir essa meta, caso contrário, as inscrições serão estendidas para a outra semana, mas sem uma data-limite”, adiantou o secretário adjunto da Semdestur, Eduardo Rauen.

As inscrições podem ser feitas na própria Semdestur  — Rua José do Patrocínio, 852 – Centro, no horário normal de expediente. O público são jovens de 18 a 29 anos que estejam em situação de desemprego e sejam membros de famílias com renda mensal per capita de até um salário mínimo, estar cursando ou ter concluído o ensino fundamental ou médio e não estar cursando faculdade ou ter concluído o nível superior.





De acordo com o secretário adjunto, os jovens oriundos das famílias de baixa renda, em virtude da situação socioeconômica, têm maior dificuldade de inserção nas atividades produtivas, ou seja, de maior vulnerabilidade ao mercado de trabalho. A meta é fazer a inserção de pelo menos 30% dos jovens qualificados profissionalmente e a carga horária será de 100 horas/aulas de qualificação social (02 meses) e de 250 horas/aula de qualificação profissional (04 meses) totalizando seis meses de curso.

Documentação necessária

Para se inscrever é necessário a apresentação de cópia do CPF, RG, Carteira de Trabalho, declaração de escolaridade (conclusão ou de situação), Certificado de Reservista  ou de Dispensa, (quando for o caso), número do PIS ou o Cartão Cidadão e comprovante de residência. O estudante receberá ainda como incentivo vale transporte semanalmente, conforme frequência, lanche diário, bolsa de estudo no valor de   R$ 100, conforme frequência no período, além da qualificação social e profissional. “É bom frisar que aquele jovem que porventura não tiver um dos documentos necessários para o cadastro terá o prazo de dois dias para apresentá-lo. Se ele não fizer essa apresentação dentro desse prazo, perderá  o direito de se cadastrar e consequentemente, a preferência pela vaga”, explicou Eduardo Rauen, observando que a falta de documentos tem sido um dos principais entraves para a efetivação de inscrições.

As qualificações ofertadas são para quatro áreas: administração, com os cursos de arquivador, almoxarife, contínuo (office-boy/office-girl) e auxiliar administrativo; construção e reparos (revestimentos e instalações) com capacitação para eletricista de instalações (edifício), manutenção de edificações, instalador/reparador de linhas e aparelhos de telecomunicações, instalador de sistemas eletrônicos de segurança, pintor e reparador (revestimento).

Na área da saúde os cursos são para auxiliar de administração em hospitais e clínicas, recepcionistas de consultórios médicos e odontológicos, atendente de laboratório de análises clínicas e atendente de farmácia (balconista). Na área de serviços pessoais a capacitação será para manicura/pedicura, depilador, cabeleireiro e maquiador.

Fonte: Prefeitura Municipal de Porto Velho





Deixe seu comentário