Porto Velho promoverá 2ª edição do projeto Acessando Cidadania

Avalie essa página

A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) realizará sexta-feira (08/11), às 9h, no auditório da Biblioteca Francisco Meireles, um encontro com a Rede Municipal de Promoção e Proteção da Pessoa com Deficiência.

A proposta da reunião é definir as ações da 2ª Edição do “Acessando Cidadania”, evento desenvolvido pela Secretaria em parceria com Instituições e outros Órgãos Governamentais para promover a redução das desigualdades sociais e a garantia de direitos de portadores de necessidades especiais e idosos. “Precisamos muito dos parceiros para ampliar os serviços e oferecer aos cidadãos de nosso município um atendimento amplo e de qualidade”, enfatiza Lilian Nascimento Souza, chefe de Apoio do Programa de Idosos e Pessoas com Deficiência da Semas.

O “Acessando Cidadania” acontecerá no dia 22 de novembro, no Centro de Convivência do Idoso. Das 8h às 18h, serão oferecidas palestras e atividades de orientação sobre Direitos dos Idosos e Portadores de Necessidades Especiais. Entre as ações está uma palestra oferecida pelo INSS sobre o BPC – Benefício da Prestação Continuada que garante recebimento de um salário mínimo depois dos 65 anos e para aqueles que comprovarem incapacidade para o trabalho.





O Sindicato das Empresas de Transporte Público apresentará o Passe Livre e dará orientações sobre como adquirir o cartão, e a Semas falará sobre os serviços oferecidos pelos CRAS – Centro de Referência da Assistência Social. “Temos seis unidades em Porto Velho. Cinco distribuídos por regiões e um no distrito de Jaci Paraná. Através deles atuamos no fortalecimento de vínculos familiares e comunitários e promovemos palestras e grupos de convivência”, destaca Lilian Nascimento.

Equoterapia

Segundo Lilian Nascimento a palestra sobre Equoterapia, método terapêutico que utiliza o cavalo para o desenvolvimento intelectual e motor de pessoas com deficiência, é uma das mais esperadas do evento. “O tratamento ainda não é oferecido por órgãos públicos mas queremos divulgar esse método inovador principalmente aos pais que puderem oferecer essa terapia às crianças, já que os resultados dessa terapia são muito positivos”, destaca.

Instituições que trabalham com portadores de deficiência também estarão na reunião para definir outras ações à serem oferecidas no evento. São elas: Casa Família Rosetta, Associação de Pais e Amigos do Excepcional (Apae), Rondônia Clube Paraolímpico, Pestalozzi, Associação dos Autistas (AMA) e a Associação das Pessoas com Deficiência (Adelfi). “Também teremos uma palestra sobre os Direitos de Idosos e Deficientes com representantes do Ministério Público Estadual e a OAB Jovem”, complementa Lilian Nascimento.





Deixe seu comentário