Semas promove projeto Acessando Cidadania na sexta-feira em Porto Velho

Avalie essa página

Promover e garantir os direitos básicos por meio de diversos serviços de atendimento, como por exemplo orientação e informação a pessoas deficientes e idosos. Considerado pela classe como utopia nos anos anteriores, agora dará um grande passo para se tornar realidade, com a 2a Ação de Conscientização de Acessibilidade dos Direitos das Pessoas com Deficiência e os Idosos com o tema: “Acessando Cidadania”. O evento acontece na próxima sexta-feira a partir das 08h no Centro de Convivência do Idoso, situado a Avenida Amazonas, nº 6888, Bairro Tiradentes.

O evento é uma realização da Prefeitura Municipal de Porto Velho através da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) em parceria com a Rede de Proteção e Promoção dos direitos da pessoa com Deficiência do Município de Porto Velho. A ação faz parte dos objetivos da Semas, que tem como missão “Implementar Políticas Públicas no âmbito da Assistência Social, visando a garantia dos direitos e a promoção do desenvolvimento humano na perspectiva da universalização dos direitos e da redução das desigualdades sociais no universo da família e da sociedade”, informa Josélia Ferreira da Silva, Secretária Municipal de Assistência Social.





O evento contará com a presença da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), Semas (Orientação sobre a carteirinha interestadual para o idoso e pessoa com deficiência), INSS (Assessoramento do benefício do Benefício de Prestação Continuada, o BPC, além do serviço Previdenciário), SET (Passe Livre Coletivo – Idoso e Pessoa com Deficiência, Senai (Cursos Gratuitos de inclusão para pessoa com deficiência), Asdef (Cursos Gratuitos e Aquisição de Cadeira de Rodas), Faro (Acadêmicos do Curso de Enfermagem),  Ministério Público (Direito do Idoso e Pessoa com Deficiência), Cras (Centro de Referência de Assistência Social) com os Serviços Oferecidos como visitas domiciliares, encaminhamentos de Assistência Social e o Creas (Centro de Referência Especializados em Assistência Social), com os serviços de proteção a indivíduos e famílias vítimas de violência, maus tratos e outras formas de violação dos direitos e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB Jovem).

Os interessados e entidades dispostas a conhecer o projeto e participar das discussões e busca por soluções para melhorar a qualidade de vida dos Deficientes Físicos e pessoas da Melhor Idade, podem buscar informações pelos telefones: (69) 3901-3240 e  9292-8956 com a coordenadora do evento Liliam.





Deixe seu comentário