Consumidores de Porto Velho aproveitam crédito para ir às compras

Avalie essa página

Uma pesquisa realizada pela Federação do Comércio (Fecomércio) revelou que a Intenção de Consumo das Famílias (ICF) de Porto Velho aumentou este ano 2,7% em março com relação a fevereiro, o oposto ao registrado pelo índice nacional, que teve uma queda de 2,5% no mesmo período, de acordo com a Fecomércio.

Os dados apontam que 63,5% das pessoas entrevistadas acreditam que neste ano ficou mais fácil ter acesso a crédito. Esse é um dos motivos que o economista Sílvio Persivo aponta para o crescimento. “O rondoniense não está levando em conta apenas o seu salário na hora da compra. As facilidades em conseguir crédito em lojas na cidade de Porto Velho, e outros locais de comércio, fazem os índices de intenção de compra aumentarem”, comenta Persivo.





Entretanto, outros índices da pesquisa também apontam o otimismo do consumidor da capital, como o índice de 74,2% que responderam a pesquisa e disseram esperar alguma melhora profissional nos próximos seis meses.

Houve um aumento de 1,9% da intenção de consumo cujo índice subiu de 132,5 para 135 pontos, o que também é 3,6% acima da intenção de consumo de janeiro de 2012.

Sílvio Persivo diz que apesar da queda no crescimento econômico nacional, no Estado de Rondônia, em especial Porto Velho, as perspectivas de crescimento profissional e de oportunidades ainda são altas. “Porto Velho é a capital que mais cresce no país, e apesar do estado não estar isento ao que acontece no resto do país, a região Norte ainda é um bom lugar para investimentos e com boas perspectivas de crescimento”, diz o economista.

Fonte: G1





Deixe seu comentário